São Paulo - SP

+55 11 96778-4131 [email protected]

Voz do público faz marcas entrarem na Era da Comunicação

O público se apropriou de vez do papel de interlocutor diante das marcas. Neste cenário hiperconectado em redes, falas unilaterais deixaram de existir. Chegou ao fim o jogo no qual apenas um emissor fala e os demais apenas escutam. E uma massa de vozes estabeleceu o que agora de fato pode ser chamado de comunicação.

Diante disso, as marcas se veem obrigadas a dialogar. Mas tem um problema. Elas não sabem muito bem como fazer isso. Por uma razão simples: antes, quando a via era de mão única, marcas não precisavam se comunicar efetivamente. Apenas propagar suas mensagens no ar era suficiente.

Agora, a realidade que bate à porta é a de que publicidade sozinha não basta. As vozes das massas impõem às empresas o desafio de evoluir suas formas de interação com os públicos para entrar em uma nova Era, a da Comunicação.

É um desafio que se desdobra em muitos: saber ouvir o público, ter empatia, abrir e manter conversas, relacionar-se, estabelecer trocas. E os métodos e estratégias para fazer esse diálogo funcionar estão em constante construção.

Não tente persuadir vozes incontroláveis

O cenário com que as marcas precisam lidar é complexo. As vozes dos públicos são diversas, cheias de nuances, difíceis de compreender. E, por mais que as empresas se cerquem de dados, indicadores e medições, a reação do público é imprevisível. Aliás, como tudo que ficou por muito tempo reprimido, as vozes das massas são incontroláveis.

Nessa interação, tentar persuadi-las deixou de ser uma “tacada certa” para ser um movimento de risco, especialmente para as marcas que não compreendem seus públicos, não sabem o que sentem, o que pensam e desconhecem sua visão de mundo.

Comunicação é campo fértil para inovar

Mas, se há um elemento de incerteza e até assombro para empresas no ar, por outro lado, mudanças e desafios são campos férteis para a inovação. A revolução que vemos nas formas de interação entre marcas e público cria um mundo de oportunidades na comunicação das empresas.

E as formas de inovar na comunicação da marca não estão limitadas à social media. No Branded Content e Marketing de Conteúdo, por exemplo, há um espaço amplo e crescente para criar diálogos e interações inovadoras.

Aliás, as possibilidades se ampliam quando a ideia transcende o formato de mídia e trabalha a estratégia de abordagem do público. As formas de estabelecer uma comunicação empática são um exemplo.

A oportunidade está posta para marcas que desejam traduzir em sua comunicação o quanto são inovadoras e para negócios que pretendem se conectar com o público de forma inovadora, genuína e autêntica.

Deixe uma resposta